Início Destaques Seleção do Rap Angolano da Década 2010

Seleção do Rap Angolano da Década 2010

0

Terminou no dia 31 de Dezembro um período de 10 anos que começou no dia 1 de Janeiro de 2010, a Década de 2010 como também pode ser tratada.

Foi um período muito impactante na Cultura Hip Hop em Angola. Este período viu nascer a Universidade Hip Hop, que teve o Memorando de Entendimento  do nosso movimento como o maior feito, Angola Hip Hop Awards a primeira premiação de Hip Hop em Angola (lusofonia?), o nascimento da RRPL o maior movimento de Rompimento da Lusofonia, os primeiros programas de Hip Hop na TV (RRPL e BeatBox), o primeiro rapper a ganhar o Top dos Mais Queridos (Yannick Afroman), entre outros tantos factos.

Hoje trazemos aqui a Seleção do Rap Angolano da Década 2010.

VUI VUI “Mr Salute”

Sem decidir uma ordem de importância, decidimos começar por Vui Vui, hoje também tratado por OG Vuino, abriu a década com aquele que é apontada como uma das nossas melhores mixtapes “Mafia King“, isto saindo de um período de tremendo sucesso do seu grupo Kalibrados, cimentando desta forma o seu nome a solo.

Com o fim do projecto “Big Show Cidade“, Vuino lançou o BeatBox como programa de rádio e TV. Esteve ainda na união entre membros dos Kalibrados e Army Squad no Projecto X que teve grande impacto no nosso mercado. Participou de diversos shows como Kalibrado, Projecto X ou a solo.

Ainda com a capa de rapper, navegou em outras praias tendo lançado um livro, a marca Salute e uma rede de barbearias, entre outros projectos.

Abaixo alguns projectos do Vui Vui lançados neste período:

  1. Mixtape “Mafia King”
  2. Mixtape “De Mim Pra Vocês”
  3. Álbum “Mercenários – Resgate do Hip Hop”
  4. Livro “Não Basta Ter Talento”
  5. EP “Poder e Respeito”

 

DJI TAFINHA “O Presidente”

A melhor forma para tratar o Alien da Galaxia é “Mr Independente“. Passou por vários labels e produtoras de referência, mas foi o seu empenho que o levou a conquistar o lugar de referência na música angolana.

Tafinha esteve sempre no top lançando vários sucessos, diversos projectos, venceu prêmios, percorreu muita estrada em shows, e nos últimos anos se transformou no melhor exemplo de empreendedorismo dentro do nosso movimento.

Abaixo alguns projectos do Dji Tafinha lançados neste período:

  1. Álbum “Mais Do Que Rap”
  2. Álbum “Independente 1, 2 e 3
  3. Álbum “Duetos”
  4. Álbum “Ressaca do Amor”

 

MCK “O Filho da…”

Daqueles que tinha de tudo pra ter uma década complicada, o seu conteúdo nunca foi “bem visto”, mas o Katro é um inovador quando o assunto é criar formas de levar a sua mensagem para frente.

Tanto como activista ou rapper, MCK participou de inúmeros eventos, pisou em diversos palcos, lançou vários singles com grande impacto, 2 álbuns, sendo o primeiro artista a vender um álbum em pen drives. Ainda que de forma independente o K foi o rapper que mais “Grandes Shows” fez neste período, criando uma dinâmica muito boa com os seus fãs.

Neste intervalo, teve ainda tempo para lançar o preservativo “Bom Peru” contribuindo desta forma no combate as DST. Levou a “Rima Honesta” para vários palcos, em diferentes países, enchendo salas em Moçambique, Portugal e Brasil, só para citar alguns. Constou em 2014 da lista dos 10 mais influentes rappers do continente pelo site Sul Africano MatadorNetwork.

Abaixo alguns projectos do MCK lançados neste período:

  1. Proibido Ouvir Isto
  2. V.A.L.O.R.E.S.

 

KID MC “O Incorrigível”

Um trabalho que começou em 2009, Kid MC confirmou nesta década que estava “destinado” a estar na lista dos maiores ícones do nosso Rap.

Levou o Rap Underground para o mais alto nível em Angola, com o lançamento de vários álbuns com sucesso estrondoso e criou uma marca que foi seguida por milhares de fãs.

Kid MC foi durante a primeira metade deste período o principal rosto do Rap Underground, tendo rompido barreiras e alcançado o Mainstream como mostrou a sua participação no mais conceituado Top de música de Angola, o Top dos Mais Queridos em 2011.

Abaixo alguns projectos do Kid MC lançados neste período:

  1. Álbum “O Incorrigível”
  2. Álbum “Sombra”
  3. Álbum “Dois Lado da Mesma Moeda”

 

EVA “A Rainha do Game”

A RapDiva é do tipo de artista que não aceita “migalhas” como pagamento.

Eva começou uma caminhada de forma discreta e terminou a década no lugar onde durante os últimos anos esteve, no topo do Game.

Lançou projectos, colaborou com o Team de Sonhos, fez parte de duas grandes labels e cobiçada por outras neste período, lançou singles de sucesso, atingiu o mainstream e tem feito mais do o suficiente para lá estar. Nos últimos anos tem levado o seu Rap para cantos do mundo onde nenhum rapper angolano tivera feito. Vencedora de vários prêmios em diferentes Tops, Eva teve a última década como momento para surgimento e explosão, é caso para se dizer sem duvidas que foi a “Rainha do Rap” da década  2010.

Abaixo alguns projectos da Eva lançados neste período:

  1. Mixtape “Rainha Ginga do Rap”
  2. Álbum “EVA”

 

READY NEUTRO “O Rainho”

Existem vários artistas que trabalham muito, Ready Neutro é certamente um deles. Mas o que levou este rapper do Rangel a estar nesta lista, é a forma incansável que vai a busca dos resultados que quer para alcançar os seus objectivos.

Começou de forma tímida a década, mas rapidamente se tornou numa febre com o seu Rap Street, ganhando reconhecimento dentro e fora do movimento, como por exemplo Artista Revelação pelos prêmios Moda Luanda. Ready Neutro criou e colocou no mapa a Yebba Entertainment, é membro e fundador do colectivo Elenco de Luxo, um dos grupos de maior sucesso da década, e sozinho lançou singles e projectos de grande impacto do nosso Rap.

O Rainho é certamente uma das figuras mais marcantes do nosso Rap na última década.

Abaixo alguns projectos do Ready Neutro lançados neste período:

  1. Mixtape “Mais Lukros”
  2. Mixtape “Efeito Neutro”
  3. Álbum “TENDR”
  4. Álbum “Poeira Em Alto Mar”

 

KELSON MOST WANTED “O Rei da Nova Escola”

Faz parte da geração que popularizou o termo “Nova Escola” em Angola. Kelson é sem duvidas o que mais se destacou, sendo com o seu grupo ou a solo, alcançado níveis de popularidade comparado a de qualquer outro grande rapper angolano.

Lançou singles de sucesso a solo ou em grupo que bateram em vários países com destaque para Angola e Portugal, e é dos rappers que mais ganhou prêmios.

Abaixo alguns projectos do Kelson Most Wanted lançados neste período:

  1. Mixtape “18”
  2. Mixtape “Novo Tupac”
  3. Mixtape “Imortal”
  4. Álbum “Melhor União”

 

PRODÍGIO “O Filho do Rei”

Definiu o lançamento do projecto O Alquimista, em 2011, como um primeiro passo de uma grande jornada. e que jornada!

Prodígio é hoje dos maiores e melhores rappers de Angola. Lançou hits, projectos, fez shows, bateu recordes, ganhou inúmeros prêmios e hoje se tornou uma marca independente da Força Suprema, seu Quartel General.

Abaixo alguns projectos do Prodígio lançados neste período:

  1. Mixtape “O Alquimista”
  2. Mixtape “Pro Evolution Vol. 1 e Vol. 2
  3. Álbum “Prodígios”
  4. Álbum “Castelos”

 

SANDOCAN “O Tubarão Branco”

Num período em que o seu grupo, Army Squad, não lançou nenhum registo, San destacou-se a solo lançando em 2011 o álbum “Renascimento do Tubarão” com singles como A Diferença, e Hip Hop a Morrer que é a faixa em português que fez melhor “coro” a chamada de Nas quando disse “Hip Hop Is Dead”, e se tornou num hino pro nosso movimento.

Este projecto e alguns singles que lançou com o seu grupo, foram mais do que o suficiente para manter a Army no Game e constar como destaque em diversos shows.

Já a terminar a década, foi um dos lideres do bem sucedido Projecto X, que reuniu membros dos grupos Army Squad e Kalibrados.

Abaixo alguns projectos do Sandocan lançados neste período:

  1. Álbum “Renascimento do Tubarão”
  2. Álbum “Projecto X”

 

Francis “O MC Cabinda”

O MC do Palanca apresentou-se ao movimento na última década e foi um dos nomes que a dominou. Francis foi o artista que fez melhor aproveitamento do buzz gerado pelo Elenco de Luxo e de lá para cá é dos principais nomes do Rap.

Shows, prêmios, projectos, singles de sucesso fizeram do nome “MC Cabinda” um nome de referência para a nossa música

Abaixo alguns projectos do Francis lançados neste período:

  1. Mixtape “Isto Não é Um Grupo”
  2. Mixtape “Duplo Impacto”
  3. Mixtape “VIP Vol. 1 e Vol. 2

 

NGA “O King da Década”

Decimos deixar o melhor para o fim. Não que seja o melhor rapper da lista, mas NGA foi indiscutivelmente o Rapper da Década em Angola.

Edson Silva aka “King” começou por escrever o seu nome no nosso mercado e depois “trouxe” a Força Suprema, Prodígio e os Dope Boys (Monsta e Deezy), que são hoje nomes de respeito e estão no Top nosso Rap.

Definiu uma nova dinâmica no Rap, onde os artistas que pouco lançavam foram perdendo espaço, e é a maior referência para os novos grandes valores do nosso Rap.

Nga é sinônimo de trabalho árduo, lançou inúmeros projectos, a solo, dupla ou com o seu grupo Força Suprema.

Nga é hoje um nome muito consumido por todos os cantos da lusofonia e não só claro. Prêmios, Hits, fazem parte da vida deste rapper entra ano, sai ano.

Abaixo alguns projectos do Nga lançados neste período:

  1. Mixtape “Mais Quente Que Fogo 6”
  2. Mixtape “Impakto 7”
  3. Álbum “Filho das Ruas 1 e 2”
  4. Álbum “King”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here