Início Destaques Angola Music Awards… Waridu? (Por: @BriguelBrizzo)

Angola Music Awards… Waridu? (Por: @BriguelBrizzo)

0

No passado dia 31 de Julho, a organização do Angola Music Awards (AMA) decidiu dar a conhecer ao grande público os nomeados para as varias categorias que comportam o concurso que tem como objetivo “destacar o trabalho dos melhores e mais populares artistas e criadores de música angolana“, e eu, na qualidade de fazedor e apreciador da mesma, entrei rapidamente no site do evento para conhecer os felizes contemplados.

Bem, é difícil mencionar uma categoria que eu não tenha encontrado alguma “irregularidade” para os meus e para os critérios do próprio concurso, mas decidi ignorar e me focar na “Melhor RAP/Hip Hop 2019” que é a praia que melhor nado. O primeiro erro INDUSTRIAL que constatei é a presença dos Wet Bed Gang numa categoria que só concorrem angolanos (até onde sei o AMA não tem a capacidade de nacionalizar ninguém). Nada contra os rapazes da Via Longa, mas já acompanhei várias entrevistas do quarteto e nunca os ouvi assumirem que são angolanos (caso sejam, está na hora de tirar isso do mute), o mais certo, caso façam questão de lhes ter na premiação da música angolana, seria (talvez) ter lhes colocado na categoria “Música Palop Mais Tocada em Angola“.

Para além do erro inédito (props ao AMA por isso), temos também aqueles que até certo ponto já se tornaram comuns (não normais) na categoria que mais sofre baixas à nível dos concursos de premiação, como músicas de 2017, 2018 a concorrerem para uma premiação de 2019, dando a entender que pouco se produziu em 2019, quando o Rap é o estilo de música que mais conteúdos produz no nosso país, músicas que apesar do sucesso incontestável foram interpretadas em instrumentais que não pertencem aos “autores” das músicas, e por último, mas não menos importante, tem aquelas músicas que foram lançadas e tiveram o mesmo impacto de um soco na água, mas por puro MILAGRE aparecem nesta lista.

OBS: O Rap, enquanto estilo musical da cultura Hip Hop, tem vários meios em Angola para se pesquisar (Programas de Rádio, TV, Blogs e até uma Universidade dedicada), só erra quem quer e a desculpa de que os artistas é que se inscrevem já não cola, porque as nossas DIVAS (Yola Semedo e Patrícia Faria) já nos falaram que não é bem assim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here