Dicionário do Hip hop

0

Hip Hop Download_thumb[1]

Trago-vos aqui uma pequena coleção de expressões muito usada pelo “Hip Hopers”, a que intitularam como dicionário do Hip Hop. Dei destaque a algumas principais que considero sendo das principais. Confiram…

dj1

B-Boys – Dedicam-se ao à pratica do breakdance, dançam.
BeatBox – Praticado pelos Beatboxers, consiste em fazer um beat utilizando somente a boca
Big up – É comprimento que tu fazes. Big up é um oi, um olá, um tá-se bem, um adeus, big up acima de tudo é um abraço.
Bite – Imitar o estilo de desenho de outro graffiter ou imitar letras de músicas ou formas de cantar.
Bombing – Graffitis que se realizam rapidamente, sendo normalmente pouco adornados e com letras menos elaboradas do que as de um color piece.
Caps – Válvulas que se colocam na saída das latas de spay de tinta. Os diversos tipos de caps existentes adaptam-se ao tipo do traço desejado.
Color Piece – Graffiti a cores cujo trabalho é bastante cuidado, onde normalmente existem fundos trabalhos, letras bastante elaboradas e adornados com caracthers.
Crew – pequeno grupo de jovens que se constituem dentro da comunidade do Hip-Hop; podem incluir writers, mc’s, dj’s e b-boys, ou apenas alguns deles.
Cross – Resultado do acto de pintar algo(traço, assinatura ou desenho) sobre trabalho alheio.

D.J. – Disc-Jóquei. Discotecário, é quem comanda o som e o baile. É o D. J. o responsável pela seleção musical e a escolha do que se vai ouvir durante a festa. Um D. J. que se presa tem que estar em sintonia com o meio musical, conhecer lançamentos, pesquisar a história do Hip Hop para poder apresentar as novas e/ou antigas tendências musicais.

Egotrip – Som em que o MC revela o seu alter-ego.
Fade – Mistura e gradação da intensidade das cores num grafite.
Fake – Falso, mentiroso, fraco
Flow – Parte vocal da musica rap, pode ser rápido ou lento. Com ou sem quebras de ritmo. Diz-se um bom flow aquele que rima sem “desafinar” com um ritmo agradável e que consegue nos prender ao som. Muitas vezes um mau flow estraga uma boa letra e um bom flow disfarça uma letra menos boa.
Freestyle – O Fresstyle é um som, sem refrão, e sem tema especifico. Num freestyle pode-se saltar de temas (claro, sem exagero) e não tem que ser improvisado.
G-Spot – Local onde os writers se costumam encontrar
Gostwritter – Escritor fantasma, é aquele que escreve letras que serão interpretadas por outros.

Grafite – Popularmente escrito como graffiti. São desenhos coloridos que expressam uma gama infinita de estilos e expressões que vão desde o abstrato, o concreto, o expressionista, o surrealista, entre outros. É uma forma de expressão artística onde os writers colocam sua forma de ver o mundo, contendo vários sinais que vão desde o simples delimitar territórios até a expressão mais crítica do sócio-econômico-cultural-político de nossa sociedade.

Groupie – São fans do sexo feminino dos rappers só por interesse.
Hater – Critica destrutivamente, desmotiva o artista e diminui a sua reputação. São uma espécie de revista cor de rosa do hip-hop.

Hip Hop – Cultura de Rua, composta pelo mcing, pelo djing, pelo graffiti, breackdance e outros elementos

Hot Spots – Lugares mais arriscados para graffitar.
II – (II = To = Para) É a quem dedicas o graff.

Improviso – No hip hop o improviso é algo que sai no momento, ou seja, que não é decorado. Usado (ou deveria ser) em battles. Também usado como demonstrações de skill e afins.

Jam: Encontro de writers onde estes mostram os seus skills, cobrindo várias superfícies com as pinturas, por vezes em ambiente de competição directa, e onde é vulgar decorrerem simultaneamente actividades relacionadas com as restantes componentes do hip hop.
King: Graffiter experiente, com muita técnica e bastantes trabalhos realizados. O contrário de toy.

M. C. – Mestre de cerimonia, cantor de RAP. tambem pode ser designado por “Microphone Cheef”
MC:Pode ser Master of Ceremony ou Mistress of Ceremony, que foi inicialmente inventado pelo Rapper Melle Mel, que foi a primeira pessoa a intitular-se um MC. Mas depois foram inventados outros significados, como Microphone Commander, Music Commentator, Mic Checka, Microphone Controller. E ainda houve outro significado para MC, este dado pelo Rakim, que um MC era um que Moves the Crowd.

Phat – Sujeito phat – Sujeito com qualidade. Vem do ingles Fat, Gordo em português. Uma pessoa gorda abrange mais espaço e é mais atingido pelo que o rodeia absorvendo assim mais cultura.
Piece Book – Caderno de projectos e esboços de graffitis.
Props – originalmente são cumprimentos ou assim mas nos olhos populares da nossa cultura props e’ como q se um voto de confiança
PunchLine – Uma linha agressiva como um Soco (punch), normalmente usada em battle’s. Significa deitar alguem a baixo com uma linha como se fosse um murro.
Punchliner – Autor de punchlines

Rap – Iniciais de Rhythm and Poetry. Para os admiradores do Funk o Rap é ritmo e poesia ( e também denúncia ), enquanto que, para os admiradores do Hip Hop, é: ritmo, atitude e protesto. O Rap é um tipo de música falada ( verborrágica ) e ritmada, geralmente acompanhada pela bateria eletrônica, sintetizadores, pelos samplers controlados pelo D.J. A diferença entre o Hip Hop e o Rap está no conteúdo da música e no tipo de base utilizada.

Roof Top – Pintura realizada numa zona significativamente alta de um edifício.

Scratch – O scratch acontece e assim é chamado, quando se destaca determinada parte musical de uma canção dentro de um disco dando ênfase à mesma; também quando acontece quando se movimenta o disco no sentido anti-horário durante a música, produzindo assim um ruído arranhado.

Sell Out – Termo que iden
tifica a actividade do graffiter, quando este trabalho a troco de dinheiro ou latas de tinta.
Skill – Habilidade
Tag – assinatura do writer
Toy – writer em iniciação de “carreira”.

Underground – Debaixo do chão, é aquele que cria sem o intuito de ser famoso, apenas para passar a mensagem e faz porque gosta de fazer.

Wack – Sujeito de Hip Hop com mentalidade fraca.
Wall of Fame – muro grande pintado com uma sequência relativamente longa de color pieces.
Wanna Be – Querer ser, desejar ser algo que não é mas julga ser. por exemplo: auto-intituar-se rapper quando não consegue fazer spons com o mínimo de qualidade.

Writers – Elementos do Hip Hop que se dedicam à arte de pintar paredes.

YO! – Grito de exaltação. Muito utilizado para animar o público em shows e festas.

Via: Hip Hop Geração – Grupo do Facebook

Hip Hop Download II_thumb[2]

Encontrei num blog Brasileiro mais algumas expressões, que podem conferir clicando aqui.

Senti falta de alguns termos como “Shout it out, Battles” e outros. Quem puder contribuir adicionando termos ou corrigindo significados fica a vontade para faze-lo nos comentários ou enviar-me por e-mail…

Comentários

comentários

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA